domingo, 20 de setembro de 2009

No Pouso da palavra do Damário


Ontem fui ao Pouso da Palavra. Adoro aquele lugar. Já nem conto mais quantas pessoas já levei ali. Mas só levo quem eu gosto. Levei meus irmãos, minha mãe, Inda e Nel, minhas cunhadas queridas, minha ex-sograamiga Tanea, minha irmã espiritual Selmística, meu amado orientador Aleschi, minha doce Mary Ann, meu amigo Maurício, meu estimado Murilo, meus companheiros de trabalho Ricardo e de coração Rodrigão e sua esposa-minha-advogada Luciana... e tenho vontade de levar tanta gente ainda... na verdade quero que meus amigos venham.
Lá tem poesia, tem foto, tem telas, tem desenhos, tem livros, tem axé, tem sorveja(cervejagelada), tem artesanato, tem bate-papo, tem música ambiente de terreiro e de raiz, tem histórias e tem Damário...
Quase todo mundo que levei conheceu Damário. Damário Dacruz: O mentor, o poeta, o artista, o fotógrafo, o anfitrião, o contador de histórias daquele lugar. O Pouso é Damário e ele, respira Pouso.
Ontem Damário me falou que tem ficado mais em Cachoeira, está na quimio, está se recompondo diante de doença que abala. Ele me falou de um tumor e que iniciou uma luta para viver ainda mais, com mais poesia e mais Pouso. Para uma platéia pequena, leu Manoel de Barros, com todo o charme e talento dos grandes poetas. Falou sobre marketing, sobre construir imagens ou matar marcas, me deu conselhos sobre a Ascom da UFRB. E eu só queria ficar ali, bebendo daquela fonte... tirei fotos, gravei vídeo e senti o Risco de que ele falava no seu mais famoso poema.
Todo risco
(Damário Dacruz)

A possibilidade de arriscar
É que nos faz homens
Vôo perfeito
no espaço que criamos
Ninguém decide
sobre os passos que evitamos
Certeza
de que não somos pássaros
e que voamos
Tristeza
de que não vamos
por medo dos caminhos.

Agora eu tenho medo. Medo de não ter Damário quando for ao Pouso. Medo de perder Damário para a doença. Medo de ficar sem o poeta de Cachoeira.

Só me resta rePousar e orar.


4 comentários:

Anônimo disse...

Eu também estou com medo de ficar sem o poeta Damário Dacruz. E ele nem imagina quanto...

Nana disse...

Ficamos sem ele fisicamente, mas sua obra ficou eternizada. Ele estará sempre vivo em minha memória. Te amo Damário.

Anônimo disse...

Gostei do Blog ! lembrando que dia 22/06 será comemorado os 10 anos do Pouso da Palavra, o espaço criado por Damário !
mairores Infor: entra na comuniadde do Pouso no orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=25711846

Damine Cruz disse...

Oi Leninha! Meu nome é Damine e sou filha de Damário! Fiquei muito emocionada com seu texto! Lindo! Me mande um e-mail (daminecruz@hotmail.com) para que eu possa ficar em contato com você e te deixar atualizada das atividades do Pouso!! Não abondone o Pouso! Estamos tentando dar continuidade ao sonho do poeta!